Dicas, Mercado Imobiliário

Tipos de apartamentos: você sabe a diferença entre eles?

Conheça os diferentes tipos de apartamentos e saiba identificar o que você está comprando ou pensando em comprar.

lancamento-cobalto-vista-aerea-5

Conhecer as diferenças entre os diversos tipos de apartamentos existentes no mercado é o primeiro passo para acertar na compra do seu imóvel! Pensando nisso, elaboramos este artigo que vai lhe ajudar a descobrir qual deles se encaixa melhor em seu perfil, adequando-se melhor às suas necessidades de espaço, formato e acabamento. Veja abaixo:

Apartamento padrão: é o tipo mais popular de apartamento; caracterizam-se por possuir divisões internas bem definidas como sala de estar, sala de jantar, cozinha, quartos, banheiros. Geralmente é classificado pelo número de dormitórios (um, dois, três ou quatro) e vagas de garagem.

JK = Kitnet: é um apartamento pequeno com apenas um banheiro e um cômodo que mede normalmente cerca de 20 a 35 m². Neste pequeno espaço são integrados o quarto e cozinha, sem divisórias, sendo mais indicado para quem mora sozinho. Porém, este termo está em desuso e dificilmente você verá ofertas deste tipo de imóvel em prédios novos.

Studio: muito semelhante ao Kitnet por possuir áreas integradas como cozinha e sala, normalmente possuem até 50m² de área útil,  caracterizado por possuir um amplo espaço interno, mas com algumas divisões internas a mais como, por exemplo, um quarto privativo.

Imóveis na Serra Gaúcha?

Loft: apareceram em meados dos anos 60 e 70 nos EUA, eles fazem referência a antigos galpões comerciais ou industriais reformados para serem transformados em ambientes residenciais. No Brasil, a palavra acabou sendo sinônimo de apartamentos maiores e mais amplos, sem divisórias, com o pé direito mais alto e com grandes janelas e muitas vezes com mezaninos instalados no ambiente. Você já deve ter visto muitos desses em filmes americanos, especialmente os que tem personagens como pintores e artistas plásticos. Isso devido ao grande espaço existente no ambiente.

No Brasil, a maioria dos projetos lançados se distanciam muito do conceito de loft americano, pois não há galpões de fábricas onde as pessoas gostariam de morar, e muitos duplex são vendidos como lofts apenas por serem mais amplos ou possuir um pé-direito mais alto. Mesmo assim, seu custo é cerca de 20% mais alto que um outro apartamento na mesma localização.

Real Loft

O que um loft precisa ter:

• Pé-direito de, no mínimo, 3,20 metros
• Ausência de paredes como divisões internas
• Ambientes conjugados preferencialmente em um nível só
• Colunas de sustentação aparentes
• Tijolos e tubulações à vista – elétrica, hidráulica e de ar-condicionado
• Ausência de forro e piso. O chão é de cimento
• Uso de materiais frios, como cerâmica
• Iluminação natural garantida por grandes janelas

– Fonte: http://www.hofmannimobiliaria.com.br/

Flat = Apart-Hotel: Maiores que um quarto de hotel, este tipo de imóvel se caracteriza pela oferta de serviços de hotelaria como limpeza de quartos e refeições diárias, cobradas junto às taxas de condomínio.

Alguns empreendimentos trabalham com o modelo de hospedagem compartilhada, onde o proprietário tem um limite de dias no ano para utilizar o imóvel e nos demais dias o imóvel é disponibilizado para hóspedes.

Duplex: Muito confundido com as coberturas, quando um apartamento tem dois andares, ele é chamado de duplex, mas não necessita estar no último andar de um prédio. Se tiver três andares, o nome vira triplex.

Cobertura: é o apartamento que fica no último andar do prédio. São, em geral, os melhores apartamentos do prédio por possuírem muitas vezes espaços de lazer e entretenimento ao ar livre, como por exemplo, piscinas e churrasqueiras. Costumam ser mais caros e mais disputados que os outro andares do prédio.

Giardino ou Garden: localizado no térreo do prédio e possui quintal ou jardim anexado a ele. Alguns de possuem churrasqueira, forno de pizza ou até piscina.

Townhouse: possuem algumas características das casas térreas e se assemelha muito a um sobrado (geminado) com três ou quatro andares, mas com apartamentos individuais em cada um deles. São colocados lado a lado, onde uma ou duas paredes de cada casa são compartilhadas entre as casas adjacentes.

Procurando um apartamento moderno e com excelente localização? Conheça o Solare!

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *